UM BLOG A SERVIÇO DE CRISTO

quinta-feira, 6 de março de 2014

253 - JESUS FOI UMA PESSOA REAL? - 1ª PARTE



Quem é o verdadeiro Jesus?

“Independentemente de que qualquer pessoa pode, pessoalmente, pensar ou acreditar nele, Jesus de Nazaré tem sido a figura dominante na história da cultura ocidental por quase vinte séculos.” - Jaroslav Pelikan, historiador.

Se um tribunal de direito fosse avaliar a evidência de Jesus Cristo, qual seria o seu veredicto

Muitos estudiosos e céticos têm ficado espantados com os fatos da história sobre a pessoa mais influente que já viveu.

O que eles descobriram?

Nós convidamos você a examinar os fatos nos artigos seguintes e chegar a sua própria conclusão sobre quem Jesus Cristo realmente é.

JESUS FOI UMA PESSOA REAL?

Jesus Cristo realmente existiu ou o cristianismo foi criado em torno de uma lenda?

Poucos estudiosos questionam a existência de Jesus, mas alguns inimigos do cristianismo estão tentando provar o contrário.

Em um processo contra o Vaticano, a Igreja foi acusada de inventar a história da existência de Jesus.

Apesar de o caso ter sido retirado da corte em fevereiro de 2006, o querelante, Luigi Cascioli apelou, mas o caso foi finalmente fechado.

Os argumentos contra a existência de Jesus vieram a público na rede CNN de tv quando Ellen Johnson, presidente dos American Atheists, declarou:

“A realidade é que não existe nem uma vírgula de evidência secular de que Jesus Cristo existiu. 

Jesus Cristo e o cristianismo se referem a uma religião moderna. 

E Jesus Cristo é uma compilação de outros deuses: 

Osíris, Mitras, e outros tiveram as mesmas origens e a mesma morte como o mitológico Jesus Cristo”. – Ellen Johnson, ateia

Johnson e um grupo especial de líderes religiosos discutiram a questão, “O que acontece depois que morremos?” em um programa Larry King Live da CNN.

O normalmente imperturbável King pausou e refletiu, respondendo depois

“Então você não acredita que Jesus Cristo existiu?” 

Com um ar de confiança Johnson respondeu:

“Não, não existiu. Não é no que eu acredito, simplesmente não existe evidência secular de que JC, Jesus Cristo, de fato existiu”. 

King ficou sem resposta e foi para uma pausa para os comerciais.

Nenhuma discussão de evidência contra ou a favor da existência de Jesus se prosseguiu.

A audiência internacional da televisão ficou apenas se perguntando.

Cinquenta anos antes, Bertrand Russell chocou sua geração com o livro "Porque não sou cristão" onde questionou a existência de Jesus.

Ele escreveu:

“Historicamente, é bastante duvidoso se Cristo de fato existiu, e se Ele existiu não sabemos nada sobre Ele, tanto que não estou preocupado com a questão histórica, que é por si uma questão bastante difícil”.

É possível que o Jesus que muitos acreditam ser real nunca tenha existido?

Em A História da Civilização, o historiador secular Will Durant colocou a seguinte questão

“Terá Cristo realmente existido? 

Será que a história do fundador do cristianismo é o produto da dor, imaginação e esperança humanos - um mito comparável às lendas de Krishina, Osíris, Átis, Adônis, Dionísio e Mitras?”

Durant indicou como a história do cristianismo possui “muitas semelhanças suspeitas com lendas dos deuses pagãos”.

Mais tarde neste artigo veremos como este grande historiador respondeu suas próprias questões sobre a existência de Jesus.

Então, como podemos saber com certeza que este homem, que muitos idolatram e outros amaldiçoam, foi de fato real?

Será que Johnson está correta quando afirma que Jesus Cristo é uma “compilação de outros deuses”? 

E Russell está certo quando ele diz que a existência de Jesus é “bastante duvidosa”?

MITO VERSUS REALIDADE

Vamos começar com uma questão mais fundamental:

O que distingue mito de realidade? 

Como sabemos, por exemplo, que Alexandre o Grande de fato existiu?

Supostamente, em 336 a.C., Alexandre o Grande tornou-se rei da Macedônia com 20 anos de idade.

Um gênio militar, este líder belo e arrogante aniquilou vilas, cidades e reinos do mundo greco-persa até dominá-lo por completo.

No curto período de oito anos, os exércitos de Alexandre atravessaram um total de 22.000 milhas em suas conquistas.

Foi dito que Alexandre chorou quando ele não tinha mais mundos para conquistar. (Penso que este não é o tipo de pessoa com quem eu gostaria de jogar Banco Imobiliário.)

Antes de morrer aos 32 anos, Alexandre supostamente alcançou mais feitos militares que qualquer um na história, não somente em comparação aos reis que viveram antes dele, mas também os que vieram depois até nossos tempos.

Mas hoje em dia, com exceção de algumas cidades com nome de Alexandria, um filme chato de Oliver Stone e alguns livros, seu legado está quase esquecido.

De fato o nome Collin Farrel teve mais poder de atração nas bilheterias do que o de Alexandre.

Apesar do fracasso nas bilheterias, os historiadores acreditam que Alexandre existiu por causa de três razões primárias:

- Documentos escritos de historiadores antigos
- Impacto histórico
- Outras evidências históricas e arqueológicas

DOCUMENTOS HISTÓRICOS SOBRE JESUS

A historicidade de Alexandre o Grande e suas conquistas militares são tiradas de cinco origens antigas, mas nenhuma delas foram testemunhas oculares.

Apesar de escrito 400 anos após a morte de Alexandre, o  Vida de Alexandre de Plutarco é o principal relato de sua vida.

Visto que Plutarco e outros escritores estavam separados por centenas de anos dos eventos da vida de Alexandre, eles baseiam suas informações em relatos anteriores.

Dos vinte relatos históricos contemporâneos a Alexandre, nenhum sobreviveu.

Existem relatos mais tardios, mas cada um apresenta um “Alexandre” diferente, deixando muito para a imaginação.

Porém, apesar do intervalo de centenas de anos, os historiadores estão convencidos de que Alexandre foi um homem real e que os detalhes essenciais do que lemos sobre sua vida são verdadeiros.

Mantendo Alexandre como um ponto de referência, notaremos que para Jesus existem relatos tanto religiosos quanto seculares.

Mas devemos levantar a questão:

Será que eles foram escritos por historiadores confiáveis e objetivos? 

Na próxima postagem vamos dar uma olhada no que dizem o novo testamento e os Relatos não cristãos antigos.

Até lá.


Que Deus abençoe a todos.


Fonte: http://jesusreal.blogspot.com.br


*VISITE TAMBÉM:
LOUVE! - https://www.facebook.com/grupolouve?ref=profile VALE A PENA. Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário :

Anônimo disse...

Quando vc vai finalmente esclarecer essa pergunta com a segunda parte da matéria?

Template Rounders modificado por ::CAMINHO PLANO::
| 29/11/2008 |